01 setembro, 2020

Resenha: Franckensteina Strataemontanus - Carach Angren (2020)

O Carach Angren é uma banda única e isso vale para a sua sonoridade que é riquíssima assim como a sua parte lírica que consegue como poucas, criar um ambiente macabro teatral e até mesmo assustador. Dessa vez os holandeses decidiram se basear na obra da escritora Mary Shelley para recriar o universo de Frankenstein só que é claro com as particularidades do trio, especialista em horror musical. 



Um interlúdio de narração abre o trabalho e a linha de pianos segue na abertura com Scourged Ghoul Undead, uma singela história de um menino que foi enterrado vivo e volta para se vingar da família,  típica letra do Carach. A sonoridade também segue a mesma proposta e é impossível em alguns momentos não se sentir em uma trilha sonora de um filme. 

A tempos que considero Seregor um dos melhores vocalistas do metal extremo atual e ele prova isso na faixa título desse trabalho (que já é um dos nome mais desgraçados que eu tive para digitar esse ano). Ele utiliza se de vocais limpos ao longo da faixa que tinha tudo para eu não gostar mas ficou tão bem feito que passa muito bem. 

Dance and Laugh Among the Rotten, soou mais distante da carreira da banda será que eles estão traçando o caminho do Opeth? Tomara satã que não, mas não dá de deixar de imaginar isso ouvindo por exemplo Sewn for Solitude com a presença mais uma vez dos vocais limpos, notem que não estou falando que eles são ruins mas é inegável a banda está mais melódica. 

Entretanto fãs antigos como eu não podem reclamar pois o espirito maligno reaparece com a fantástica Der Vampir von Nürnberg, e outra característica mantida foi as faixas grandiosas seja em tamanho e composição por isso mesmo Like a Parasite Conscious I Roam é incrível e o que o violino faz nessa música é grandioso. 

Por fim a avaliação desse trabalho é que seria ótimo para qualquer outra banda mas regular para alguém tão grande como o Carach Agren, mas caso não conheça a banda esse pode ser o caminho inicial para você depois partir para algo mais extremo. 



TRACKLIST
1) Here in German Woodland 
2) Scourged Ghoul Undead 
3) Franckensteina Strataemontanus 
4) The Necromancer 
5) Sewn for Solitude 
6) Operation Compass 
7) Monster 
8) Der Vampire von Nürnberg 
9) Skull with a Forked Tongue 
10) Like a Conscious Parasite I Roam 
11) Frederick’s Experiments 

FORMAÇÃO
Seregor – vocais e guitarras 
Ardek – teclados, orquestrações, guitarra, baixo e backing vocal 
Namtar – bateria