16 setembro, 2020

Resenha: One Spirit of a Thousand Faces – Dinnamarque (2020)

O Prog Metal é um gênero que tem seguidores fieis só que ao mesmo tempo também tem detratores tão insistentes quanto, argumentando que todas as banda que migram para esse caminho são na verdade auto indulgentes e fazem músicas apenas para seus egos. Atire o primeiro CD do Dream Teather quem nunca ouviu uma dessa.

Pois bem saindo desse pensamento comum, podemos dizer que a tempos o Brasil tem um cenário muito forte de Metal Progressivo, também o nível e a qualidade dos nosso músicos é fantástico. 

Para endossar essa minha fala hoje trago a análise do primeiro disco completo do Dinnamarque.




A banda tem nada menos do que 18 anos de estrada, o que explica toda a experiência aqui envolvida, onde a banda vai do Power Metal para o Prog e vice-versa. Para orientar nosso leitor acredito que o Symphony X atual e os brasileiros do Daydream XI são bons paramentos de comparação e referência.

Fight abre o disco com os dois pés no peito. Note como a produção teve um cuidado especial para não deixar nenhum instrumento com mais destaque que os outros. Também, quando a sonoridade flerta com momentos mais agressivos eles simplesmente me cativam ainda mais. 

Path of Warrior, já nos chama atenção pela qualidade vocal de Rafael Dinnamarque que é responsável também pelas linhas de baixo. Esse som me trouxe a memória o trabalho do Glory Opera uma outra grande banda vinda do Amazonas

The Death Dresses White tem uma pegada de Hard Rock que achei bem interessante e Evil Celebrities consegue ter um aspecto mais melódico e com bastante cadência.

Encerrando o trabalho temos a faixa título que empolga demais e encerra o trabalho como começou de maneira bem energética. 

Não é sempre que me dedico a a ouvir banda menos extremas então para conseguir me chamar atenção tem que ser muito bom e o Dinnamarque cumpre esse objetivo , só não daria nota máxima porque não curti muito a capa mas isso deve ser chatice da minha parte né rsrsrsr. 

TRACK LIST

01) Fight 
02) Path of Warrior 
03) The Death Dresses White 
04) Revelations 
05) Evil Celebrities 
06) Krusty Eyes 
07) Battlefields 
08) Reason 
09) Changes 
10) Clash of Mind 
11) One Spirit of a Thousand Faces 

FORMAÇÃO

Rafael Dinnamarque – Vocal e Baixo 
Ronan Oliveira – Guitarras e Backing vocals 
Leo Lanny – Guitarras e Backing vocals 
Riccardo Linassi – Bateria