05 setembro, 2020

Topfive: cinco bandas para ouvir neste final de semana #164

Vêm aí o grande evento Melhores do Ano d'O SubSolo. Os redatores estão ansiosos, e escutando as novidades musicais, cuja as quais, não param de chegar até nós. Com vocês, um TopFive com candidatos ao topo do nosso evento avaliativo:



01) Burn The Mankind - Death Metal - Porto Alegre/RS

O Death Metal da capital vêm muito bem representado pela Burn the Makind. EP novo lançado, tanto no Brasil quanto ao exterior, realmente apresenta uma sonoridade concisa e verdadeira. Explora muito bem a vertente, em um clipe muito profissional.




02) Grinmessor - Death Metal - Belo Horizonte/MG

Mais uma banda do gênero mais pesado de nossa avaliação. Porém distinta, a Grinmessor tem vocal duplo em suas músicas, dividindo vozes entre o vocalista e o baterista, algo muito inteligente e diferenciado, além de ser canções cantadas em bom português, subindo a banda para um quesito ainda mais importante. Fora isso, a banda consegue transparecer em sua sonoridade como se realmente houvesse um ritual sonoro, uma espécie de Sabbath, deixando ainda mais dark e especial ter ouvido esta grande concorrente.


03) Fernando Mason - Rock N' Roll - Orleans/SC

O bom e velho Rock N' Roll é uma das vertentes mais recheadas de trabalhos lançados, e Fernando Mason conseguiu imprimir uma sonoridade pura, velha, e gostosa de se ouvir, como manda o figurino. Precisamos estar astutos diante de tanta música boa.


04) Carcadia - Stoner Rock - Santa Rita do Sapucaí/MG

Aô trem bão sô! Carcadia é uma super banda, liderada por uma voz feminina excelente, aliás, muitas bandas neste ano tem presença feminina, algo muito importante e preenchedor de orgulho em nossa avaliação. Carcadia com certeza pisa em nosso tapete vermelho com muito queijo e cachaça da terrinha.


05) Lust For Blood - Death Metal - Taquatinga/DF

Música gravada ao vivo, vídeo editado pelo celular, no melhor estilo faça você mesmo. Definitivamente não é a melhor produção audiovisual, porém é um som de letra interessante, e mesmo direto do estúdio ou garagem, fica entendível a letra e sonoridade veloz. A banda peca em falta de informação em suas redes sociais, mas deixa a mensagem e exemplo de correr atrás e fazer acontecer. Daqui a pouco com uma produção mais aprofundada, trará ótimos frutos.