20 outubro, 2020

Resenha: All The Evil - As The Palaces Burn (2020)

As The Palaces Burn é uma união de grandes músicos catarinenses, tendo como principais nome Gilson Naspolini um dos maiores influencers digitais e professor de bateria e Diego Bittencourt que teve uma passagem magistral pelo Symbolica e posteriormente se consolidando na Somberland. Completam ainda o time, Alyson Garcia nos vocais e André Schneider no baixo.



Em 2019 o seu debut End'evour conseguiu um grande destaque na mídia, sendo também eleito como um dos melhores pel'O SubSolo ao final do ano. Como se não bastasse o time que envolve a banda como mencionado acima, fora dos palcos também tem um grande nome envolvido com o trabalho, trata-se de Adair Daufembach, que já produziu discos de Project46, Ponto Nulo no Céu, Semblant, Maestrick e até Aquiles Priester.


Recebemos seu recente lançamento intitulado All The Evil e percebemos que trata-se de um EP com apenas três faixas. Confesso que não vejo muito sentido em lançar um trabalho com três músicas, sendo que uma delas é um cover de Savatage, que na verdade é uma versão, pois ficou bem característico tendo a pegada da banda.


É muito difícil às vezes rotular uma banda. Flutua entre o Heavy e o Power, mas tem uma pegada por vezes de Groove Metal, fácil também trazer a percepção de algumas pitadas do Metalcore. A cozinha da banda é perfeita, posso dizer isso com total certeza. As trilhas do baixo são pesadas, coesas e bem presentes. Já a bateria, para quem tem uma banda tributo ao Rush, não esperava menos do Gilson Naspolini em suas linhas de bateria. Os vocais tem uma sintonia muito bem elaborada entre sua métrica e o instrumental, alternam nos momentos corretos.


Deixei para falar da guitarra por último, pois não estou falando de qualquer guitarrista e sim do Diego Bittencourt que tem composições assinadas por Symbolica e Somberland conforme mencionado anteriormente, sem falar nos seus trabalhos solos que tem uma qualidade altíssima. Fora isso tudo, teve Adair Daufembach mais uma vez no comando da produção e Marcelo Vasco com a arte da capa.


Agora é esperar por 2021. Tenho certeza que As The Palaces Burn trará quem sabe mais um full-length. Pois acredito que uma banda desse nível e com essa qualidade sonora, deveria trazer algo mais 'robusto', porém em contrapartida acredito que seja um aperitivo de algo que está por vir.


TRACKLIST

01) All The Evil
02) Nothing Lasts Forever
03) Hall of the Montain King (Savatage)


FORMAÇÃO

Alyson Garcia - vocais
Diego Bittencourt - guitarras
André Schneider - baixo
Gilson Naspolini - bateria